RJ: (21) 2518-3099 | DEMAIS ESTADOS: 4003-3367

Retorno ao atendimento doméstico presencial nas agências da Previdência Social tem normas estabelecidas

Retorno ao atendimento doméstico presencial nas agências da Previdência Social tem normas estabelecidas

A partir de 13 de julho os trabalhadores domésticos poderão comparecer às agências para solicitar algum benefício e até mesmo fazer perícia médica

Previdência Social

DESCUBRA POSSÍVEIS PENDÊNCIAS NO SEU ESOCIAL

Auditoria gratuita completa

Novas normas para a reabertura das agências da Previdência Social foram publicadas em Diário Oficial no último dia 22 de junho de 2020, por meio da Portaria Conjunta 22 SEPREVT e INSS, de 19-05-2020, que dispõe sobre o atendimento dos seguradores e beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social durante o período de pandemia decorrente do coronavírus.

Até o dia 10 de julho o atendimento será feito de forma remota. Já a partir do dia 13 de julho, acontecerá o retorno gradual e seguro restrito e exclusivo ao seguinte público: aos segurados e beneficiários com prévio agendamento pelos canais remotos e a serviços que não possam ser realizados por meio dos canais de atendimento remotos. Serviços que ainda puderem ser solicitados online, permanecerão dessa forma, de acordo com a Previdência Social.

 

Quais benefícios são solicitados de forma online?

A Previdência liberou durante a pandemia a solicitação do seguro-desemprego de forma restritamente online e permitiu também a prorrogação do benefício de auxílio-doença para os segurados que não tinham como comparecer aos postos porque estavam fechados.

Saiba como solicitar o seguro-desemprego online

 

Como será a reabertura das agências?

Em um primeiro momento, o tempo de funcionamento das agências será parcial, com seis horas contínuas, e o atendimento será exclusivo aos segurados e beneficiários com prévio agendamento pelos canais remotos (Meu INSS e Central 135).

Também serão retomados os serviços que não possam ser realizados por meio dos canais de atendimento remotos como, por exemplo, realização de perícias médicas, avaliação social e reabilitação profissional.

Cada unidade terá o seu planejamento de ação visando a preservação da saúde e vida das pessoas, sejam usuários dos serviços, servidores ou contratados.

De acordo com a Previdência, as condições para retorno gradual e seguro do atendimento presencial são:

  • Fornecimento e instalação de equipamentos de proteção individual e coletiva contra a disseminação da Covid-19;
  • Acesso controlado ao interior das Agências, que ficará restrito aos servidores e contratados, e aos usuários com prévio agendamento para atendimento presencial;
  • Adequação dos espaços, mobiliários e sinalização das Agências, de modo a permitir o adequado distanciamento social e limite máximo de pessoas no mesmo ambiente, de acordo com suas dimensões;
  • Limpeza e desinfecção, realizados periodicamente ao longo do expediente, em especial nos ambientes de uso comum e nos consultórios destinados à avaliação médico-pericial.

 

Fonte: Previdência Social

Compartilhe esta publicação

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Cadastre seu e-mail e fique sempre atualizado

Deixe seu comentário sobre este post

Menu do blog

Mais Acessados