Quanto tempo de licença não remunerada a empregada doméstica pode solicitar?

Quanto tempo de licença não remunerada a empregada doméstica pode solicitar?

Período não é contabilizado para cálculos de 13º salário e o empregador doméstico fica isento do recolhimento de tributos

licença não remunerada

Durante a pandemia causada pelo coronavírus, mesmo diante das medidas permitidas pelo governo, algumas domésticas estão solicitando licenças não remuneradas para poderem ficar com suas famílias nesse período em que o isolamento social ainda é o meio mais recomendado pelos órgãos governamentais.

Nesse caso, algumas questões são levantadas e o empregador doméstico precisa ficar atento ao conceder a licença.

 

O que diz a legislação sobre a licença não remunerada?

Não há um tratamento específico, porém a lei diz que as relações contratuais de trabalho podem ser negociadas entre as partes interessadas (empregada e empregador) desde que não ultrapassem os limites de proteção ao trabalho, às convenções coletivas e decisões das autoridades.

 

A licença remunerada pode durar por quanto tempo?

Por ser um acordo mútuo entre patrão e trabalhador doméstico, não há um período específico. Contudo, se passar de 6 meses (dentro do período aquisitivo), muda a data base de férias.

Para que a licença não remunerada seja concedida, é preciso que o empregado faça um pedido ao empregador (para atender interesses pessoais) e não por iniciativa do patrão. É importante que o empregado faça uma carta a punho para comprovar que foi ele mesmo que solicitou o afastamento.

 

Como fica o 13º da doméstica que pediu uma licença remunerada?

O período de afastamento a partir de 15 dias no mês, não será contabilizado para cálculo do 13º salário.

 

O empregador deve recolher INSS patronal nesse período de licença não remunerada?

Não é necessário.

 

Como ficam os recolhimentos de INSS e FGTS? E a guia DAE?

O empregador deve registrar o afastamento no eSocial para não gerar guia de pagamento. Como durante o período de licença não há prestação do serviço, não há o pagamento de salários. Contudo, não ocorre a rescisão do contrato de trabalho, somente a suspensão.

Não haverá recolhimento dos tributos durante o afastamento, já que não terá base, uma vez que não haverá salário.

Compartilhe esta publicação

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Cadastre seu e-mail e fique sempre atualizado

Deixe seu comentário sobre este post