• RJ: (21) 2518-3099 | DEMAIS ESTADOS: 4003-3367

Piso salarial das domésticas do Paraná 2017 é sancionado e se torna o maior do Brasil

Piso salarial das domésticas do Paraná 2017 é sancionado e se torna o maior do Brasil

Novo salário passa a ser de R$ 1.126,40, com o aumento de 6,654% para a categoria

novo piso paraná

No último dia 12 de abril, o Governador do Paraná, Beto Richa, sancionou o novo piso salarial para o emprego doméstico do estado em 2017. O salário que antes era de R$ 1.190,20 passou a ser R$ 1.269,40. Com isso, o piso salarial do Paraná passa a ser o maior do Brasil para o emprego doméstico, ficando à frente de Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo – estados que também possuem seus próprios pisos para a categoria.

O reajuste foi de 6,654%, sendo maior que a inflação geral do ano passado (que foi de 6,28% segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor). O novo valor passa a valer a partir de 01/04/2017 e não é retroativo aos meses anteriores. Ou seja, os empregados domésticos do estado do Paraná só irão começar a receber o novo piso salarial nos pagamentos referentes à abril.

 

Empregados que recebem R$ 1.190,20

Empregados que recebem exatamente o piso estadual decretado em 2016 (R$ 1.190,20) precisam obrigatoriamente ter seu salário atualizado para o novo valor (R$ 1.269,40).

 

Empregados que recebem entre R$ 1.190,20 e R$ 1.269,39

Empregadores que já pagavam mais do que o piso de 2016 (R$ 1.190,20) e menos que o novo piso (R$ 1.269,40) ainda precisam ajustar os salários de seus empregados domésticos. Neste caso, a obrigação do empregador é exclusivamente efetuar a atualização com base no novo valor de 2017. Mas, é recomendável aplicar uma correção salarial equivalente à inflação do ano de 2016 (6,28%) sobre o salário atual, com tanto que o valor final não seja inferior ao novo piso.

 

Empregados que já recebem mais que R$ 1.269,40

Todos os empregados têm direito a um reajuste salarial por ano. Para os empregadores que pagam valores maiores do que o piso regional estabelecido, recomendamos um ajuste proporcional à inflação anual de 2016 (6,28%). Neste caso é possível conceder o aumento na data de aniversário do contrato de trabalho, e não imediatamente.

 

Reajuste no eSocial

Para emitir o DAE (Documento de Arrecadação no eSocial) com o novo salário os empregadores precisam fazer a atualização dentro do seu cadastro no site do eSocial. Veja o passo a passo para alterar salários dentro do sistema do governo. Clientes dos planos Personal e Exclusive da Doméstica Legal não precisam se preocupar – os consultores trabalhistas realizam a alteração e já enviam a DAE e demais documentos de acordo com o novo salário.

 

Atualização na carteira de trabalho

O empregador deve manter a Carteira de Trabalho da doméstica sempre atualizada, acompanhando inclusive os reajustes salariais. Na CTPS do trabalhador, procure a página “Alterações de Salário” e anote as seguintes observações: insira na data de aumento o dia 01/04/2017, no campo que se destina ao valor, escreva o novo piso (R$ 1.269,40). Como motivo da alteração informe “motivo de alteração de piso salarial estadual a partir de 01/04/2017”. Na página “Anotações Gerais” da CTPS informe que o reajuste salarial foi feito em abril.

Veja o exemplo a seguir:

As informações foram úteis? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe seu comentário sobre este post