Mais de 180 mil postos de trabalho de empregadas domésticas foram perdidos no último ano

Mais de 180 mil postos de trabalho de empregadas domésticas foram perdidos no último ano

Jornal O Dia (14/09/2020)

O Dia

Um dos segmentos de trabalho que mais tem sofrido no último ano é o de trabalhadores domésticos. Com a pandemia do coronavírus (covid-19) como um dos grandes fatores, cerca de 183 mil postos de trabalho doméstico foram perdidos no último ano, equivalente a menos 33,46% entre empregados domésticos formais, informais e diaristas, acima da média do Brasil que foi 8,83% menor. No Brasil, foram mais de 1,5 milhão de vagas perdidas. Os números são baseados na PNAD Contínua do IBGE do 2º trimestre de 2020 em comparação com o 2º trimestre de 2019.

Desde que acompanha o cenário de trabalho doméstico no país, Mario Avelino, presidente do Instituto Doméstica Legal (IDL), afirma que estes foram os piores números em termos de perdas de postos de trabalho na área.

“Historicamente é a maior perda desde que o IDL faz esse acompanhamento desde 2004. O Rio é um dos mais afetados, saiu da curva e está na contramão de postos de trabalho para domésticas”, afirma ele.

Confira a matéria completa clicando aqui!

Compartilhe esta publicação

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Cadastre seu e-mail e fique sempre atualizado

Deixe seu comentário sobre este post