RJ: (21) 2518-3099 | DEMAIS ESTADOS: 4003-3367
Cadastre-se Área do Assinante
Nenhum Comentário

Doméstica Legal promove Black Friday visando melhorias na regularização

Entre os dias 25 e 29 de novembro, qualquer pessoa que assinar um plano anual irá ganhar uma revisão completa no eSocial

Black Friday

O eSocial já completou quatro anos, mas ainda apresenta algumas falhas que dificultam o dia a dia do empregador. Pensando nisso, a Doméstica Legal resolveu unir o útil ao agradável. Uma promoção da Black Friday a uma ajuda na resolução desses problemas relacionados ao recolhimento de tributos e contribuições previdenciárias das empregadas domésticas. Do dia 25 ao dia 29 de novembro, qualquer pessoa que assine um plano anual da empresa ganhará uma revisão completa no eSocial.

Para participar, o empregador deve informar o código de desconto da Black Friday na página de pagamento do plano escolhido para ter direito à revisão completa do eSocial. O prazo para a entrega da revisão será de até 10 dias úteis contados a partir da entrega de todos os dados necessários por parte do então cliente.

O Sistema, que unificou o recolhimento de tributos e contribuições previdenciárias das empregadas domésticas, possui falhas. Algumas delas se referem ao registro de faltas para o abatimento de férias e também de horas extras, adicional noturno para o pagamento de Férias, 13º Salário e Aviso Prévio. São erros graves que podem acabar ocasionando prejuízos para o empregador e empregado e até gerar uma ação trabalhista mais tarde.

Uma outra dor de cabeça, ainda é a transferência de titularidade que não existe no eSocial. O objetivo da transferência de titularidade é permitir que seja trocado o empregador no eSocial em caso de divórcio do casal ou morte do contratante, e a família quer continuar com a empregada doméstica sem ter o custo de demissão, ou seja, a carteira de trabalho passa a ser assinada por um novo responsável na família. Existe ainda a impossibilidade de abater guias do FGTS rescisório em caso de recalculo de rescisão, isto é, fazer uma DAE (Documento de Arrecadação do eSocial) somente com a diferença a recolher ou devolver em caso de ter tido um recolhimento maior.

Segundo Mário Avelino, presidente da Doméstica Legal, o eSocial desde o seu lançamento melhorou muito, mas ainda existem dificuldades operacionais no sistema, quando quer se corrigir férias, rescisão ou afastamento. O empregador deve ficar atento para não ter problemas” diz Avelino.

Confira o artigo

Receba atualizações no seu email

Comentários

[Heateor-SC]