Com dia do emprego doméstico na terça-feira, classe não tem muito o que comemorar

Com dia do emprego doméstico na terça-feira, classe não tem muito o que comemorar

Jornal O Dia (24/04/2021)

O Dia

De acordo com Mário Avelino, presidente do Instituto Doméstica Legal, a crise econômica e o medo da contaminação afastaram as trabalhadoras do cargo. “A crise econômica afastou as empregadas domésticas. Além disso, 15% das empregadas têm mais de 60 anos, fazendo parte do grupo de risco da covid-19. O medo da contaminação gerou uma cadeia de desempregos. E o setor mais desfavorecido é justamente o da classe doméstica, onde os empregadores pensaram logo na demissão para cortar custos”, explica Avelino.

Com a grande leva de demissão, as empregadas domésticas recorreram ao auxílio emergencial no ano passado. Porém, com o benefício reduzido, muitas amargam a falta de renda dentro de casa. “O auxílio emergencial se tornou a única fonte de renda dessas empregadas, mas muitas não estão tendo nem acesso ao benefício neste ano. Elas sofrem sem a quantia e sem a possibilidade de encontrar uma oportunidade de emprego em um mercado cada vez mais difícil. Não houve uma medida de retenção, está muito pior”, pontua Avelino.

 

Veja a matéria completa clicando aqui.

Compartilhe esta publicação

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Cadastre seu e-mail e fique sempre atualizado

Deixe seu comentário sobre este post

Menu do blog

Mais Acessados

🔎 Não achou o que procurava?

Faça sugestões de novos conteúdos